Pixie

Quando Audrey Hepburn cortou o cabelo curto aquando da estreia do filme “Roman Holiday” em 1953, deixando para trás o cabelo longo e ondulado deu logo destaque ao corte que acabara de surgir,  mais tarde, nos anos 60, Mia Farrow e Twiggy aderem também ao Pixie  criando um movimento de mulheres a optar pelo cabelo curto, um corte que lhes conferisse um look mais inocente e fresco mas ao mesmo tempo um ar andrógeno e um pouco revolucionário.

Hoje o Pixie é ainda visto como um corte  que acompanha qualquer estilo,podendo ser mais curto ou mais comprido adaptado ao tipo de cabelo.

Pode ter um lado mais contemporâneo como um toque mais edgy e sendo um corte elegante mantêm sempre a feminilidade de quem o usa.

Arriscar um corte mais curto é algo que ocorre a todas as mulheres, o cabelo é parte da imagem que transmitimos, é parte que nos caracteriza, então vamos pondo de lado essa opção.

Contudo se já equacionaram um corte curto pensem na imagem de segurança que o Pixie transmite, mostrando o lado firme, auto-confiante, feminino e impactante que possuem.

 

Alguns exemplos de pixies, desde os clássico aos mais actuais.

 

 

   B